Vinícola Aurora é a única brasileira no ranking das 100 melhores vinícolas do mundo

A Vinícola Aurora representa o Brasil no ranking das 100 melhores vinícolas do mundo, da Associação Mundial de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores, que acaba de ser divulgado.
Creditos: Roaly Mojada
Creditos: Roaly Mojada
3 de outubro de 2014 | 13:09

É a única vinícola brasileira nesse ranking, mas coloca o Brasil no cenário mundial como referência em vinho (veja o site oficial - http://www.quelujo.es/ranking-las-100-mejores-bodegas-del-mundo-2014-listado/). 

Em junho deste ano, a mesma associação divulgou o ranking dos 100 melhores vinhos do mundo, levantamento feito com base nos resultados de todos os concursos internacionais oficiais.

Esse top 100 incluiu três vinhos brasileiros, sendo dois deles da Aurora:  o espumante Aurora Moscatel (o espumante melhor colocado nesses ranking, exceto os champagnes) e o Aurora Reserva Merlot, o Merlot melhor colocado nessa relação.

A Vinícola Aurora é líder em exportações de vinhos do Brasil, com uma participação de 39% de todo o vinho exportado do país. Para cada um dos principais países compradores de vinhos brasileiros, no primeiro semestre de 2014, a maior participação das vendas é da Vinícola Aurora: 58% de participação no total de vinhos exportados do Brasil para os Estados Unidos, 64% do total de vinhos que seguem daqui para a Alemanha, 49% das exportações para o Reino Unido e 44% para a Bélgica. São mais de 20 países no mundo compradores de vinhos da Aurora, entre eles França, (onde o espumante Brazilian Soul Moscato, marca de exportação da Vinícola, é o único do Brasil na rede Monoprix), Japão, Suécia e Dinamarca.

Cooperativa Vinícola Aurora

Visite o site: www.vinicolaaurora.com.br

SAC:  0800 701 4555

Matriz Bento Gonçalves (RS): (54) 3455-2000

Filial São Paulo: (11) 3051-6124

Escritórios e representantes em todo o território nacional

Por: Norma Ramos

Fonte: Vinícola Aurora em 3 de outubro de 2014 13:00

Pesquisar Tags:

Vinícola Aurora, vinhos, espumante


Permalink |

Comentários

Deixe um comentário